sábado, 12 de julho de 2008

400m rasos



A prova dos 400m rasos é uma das mais tradicionais do atletismo pelo fato de nela ser feita exatamente uma volta ao redor da pista. Hoje, esta prova será analisada pelo blog hoje

Entre os homens, os americanos tem tudo para repetirem o que fizeram em 2004 quando colocaram todos os atletas no pódio, o mesmo acontecendo no último mundial, em Osaka. Jeremy Warner, atual campeão olímpico e bi mundial,o foi apenas o segundo colocado nas seletivas americanas para Pequim mas com certeza é o grande favorito para a prova.
Os outros americanos da prova são Lashaw Merrit e David Neville. Merrit tem um excelente tempo de 43s96, feitos na final do último mundial quando ficou com a prata. Enquanto Neville correu 44s61 nas seletivas americanas para ficar com a últma das três vagas do país para a prova.

O atleta de Bahamas Chris Brown é um dos únicos que pode acabar com a festa yankee. Ele foi quarto colocado no último mundial e esse ano e já fez 44s40 esse ano, sendo o melhor tempo de sua carreira e o terceiro melhor do corredor do ano, atrás só de Marrit e Warner, que dividem as seis melhores marcas. Outro atleta de Bahamas Andretti Bain já fez 44s62 essa temporada e com apenas 23 anos pode surpreender.
O canadense Tyler Christopher também brigará pelo pódio. Sexto colocado no último mundial, ele foi vice campeão da super final de 2006 e medalha de bronze no mundial de Helsinque em 2005.

Aposta
Jeremy Warner(EUA)- Ouro
Lashaw Merrit (EUA)- Prata
Chris Brown (BAH)- Bronze

NOS JOGOS OLÍMPICOS
E os americanos conseguiram completar 100% o pódio mais uma vez nesta prova, mostrando que eles são praticamente imbatíveis. A medalha de ouro ficou com Lashaw Merrit que marcou 43s75, correu muito bem, e ficou próximo do recorde mundial e olímpico de Michael Joshnson, de 43s18. Merrit bateu o favorito e atual campeão olímpico, Jeremy Warner, que fez quase 1s acima do tempo de seu compatriota para ficar com a prata. David Neville completou o pódio yankee com 44s80, batendo o atleta de Bahamas Chris brown pro apenas quatro centésimos.


Para a prova feminina, a atual campeeã mundial é a britânica Christine Ohuruogu. Ela venceu ano passado com 49s61, porém não abaixou de 51s ainda esse ano, o mesmo acontecendo com a vice campeã do mundo, a também britânica Nicola Saders que tem 49s65 como o melhor tempo.

As americanas e as jamaicanas deverão armar uma grande briga, assim como vão fazer nas provas dos 100m e 200m rasos. Sanya Richards é o principal nome americano da prova, tem a terceira marca do ano, e venceu a seletiva americana com 49s89. Ela foi sexta na última olimpíada e medalha de prata no mundial de 2005.
Mary Wineberg foi medalha de prata nas seletivas americanas com 50s01 e poderá brigar por um bom resultado. Para medalhar,terá de melhorar sua marca. Dee Tee Troter é a terceira americana da prova. Ela foi quinta no último mundial .

A jamaicana Novillene Wilhams foi medalha de bronze no último mundial, quando marcou 49s66 e será a principal corredora do país caribenho. Ela já tem 50s11 nesse ano, mas foi superada nas seletivas jamaicanas por Rosemarie Whyte que surpreendeu e conseguiu o melhor tempo do país.
A atleta da Botsuana Montsho Amantle, semi finalista no último mundial, marcou 49s83 em uma prova esse ano e tem a melhor marca da temporada.
Uma das principais favoritas da prova seria Ana Guevara, mas que em briga com o Comitê Olímpico do México acabou desistndo de tentar repetir a medalha de 2004.

Aposta
Sonya Richards(EUA)- Ouro
Novillene Wilhams (JAM)- Prata
Christine Ohuruogu(GBR)- Bronze

NOS JOGOS OLÍMPICOS
A britânica Christine Ohuruogu superou jamaicanas, americanas e russas para ficar com a medalha de ouro com a marca de 49s62, fazendo seu melhor tempo na temporada. A chegada foi emocionante, com Novillene Wilhams ficando na segunda posição apenas 0s09 atrás e Sonya Richards, dos EUA, em terceiro com a marca de 49s93.
A esquadra russa ficou fora do pódio, mas ficou em quarto, quinto e sexto lugares com Yulia Gushchina, Anastasia Kapaschinskaia e Tatiana Firova respectivamente. Montsho Amantle foi a única finalista olímpica de Botsuana, chegando atrás da jamaicana Amantle Montsho.

3 comentários:

Bruno Zamora Teoro disse...

Caro Guilherme,

Parabéns pelo teu, imagino, incessante trabalho de pesquisa frente ao blog.

Sou um fanático perseguidor de informações, análises e notícias sobre os Jogos Olímpicos e, até agora, não tinha visto nada como o que você tem feito aqui.

Eu mesmo tentei/tento, no meu blog, trazer os favoritos e fazer um preview das competições, mas jamais pensei em ter a ousadia de fazer um levantamento tão amplo quanto o teu: analisar, e muito bem, as 302 provas dos Jogos!!

Meus sinceros parabéns e pode ter certeza que vou sempre prestigiar o teu blog. Está excelente.

Bruno Zamora Teoro disse...

E apenas uma curiosidade...

Tomando como base os teus palpites, a Rússia será o bicho-papão do primeiro dia de disputas.

Das sete medalhas de ouro em jogo, três ficariam com os russos (duas no tiro e a outra no levantamento de peso, se não me engano).

Já os protagonistas China e EUA saíriam do primeiro dia de competições com apenas um e nenhum ouro, respectivamente.

estevamluiz disse...

o Wariner já fez 43s45, deve ganhar sim. O único que já fez tempos perto do dopado Michael Johnson.