terça-feira, 15 de julho de 2008

Provas combinadas



Umas das provas mais interessantes do atletismo são as provas combinadas, em que envolve 10 eventos no masculino, o decatlo, e sete no feminino, o heptatlo. As provas são disputadas em dois dias e o que importa não é você vencer cada etapa e sim fazer a melhor marca em cada uma delas. O atleta ganha pontos conforme seu tempo e não sua posição na prova.

Entre os homens, o decatlo envolve as provas dos 100m, 400m, 1500m, 110m com barreiras, salto em altura, salto em distância, salto em vara, arremesso de peso, disco e dardo.
O favorito para a prova é o tcheco Roman Sebirle. Ele foi vice campeão olímpico em 2000 e campeão no ano de 2004. Além disso, é o atual campeão mundial da prova e ainda tem duas pratas neste torneio. Seu ponto forte é o arremesso de dardo, prova em que alcança quase a marca de 1000 pontos no computo geral. Muito regular, acaba por não ter um ponto fraco. Esse ano, ainda não fez uma marca muito boa, mas talvez pelo fato de estar se preparando diretamente para as olmpíadas.

O jamaicana Maurice Smith, campeão pan-americano e vice mundial ano passado, chega também como um dos favoritos. Tem a oitava melhor marca da temporada, mas também pelo fato de estar em fase de treinamento. Seu ponto fraco é o salto em altura, em que nunca passou dos 2m03, e o arremesso de dardo, em que costuma perder 300 pontos em relação ao tcheco. Seu ponto forte, como jamaicano, são as corridas, principalmente os 100m e 400m rasos e os 110 m com barreiras.

O esquadrão norte americano vem forte. Bryan Clay, que teve que abandonar a prova do último mundial quando se encontrava entre os primeiro colocados, marcou 8832 pontos nas seletivas americanas, melhor marca do ano e superior ao campeão mundial do ano passado. Ele foi prata nos Jogos Olímpicos de 2004 e ouro no mundial de 2005.
Trey Hardee e Tom Pappas tem a segunda e a terceira melhores marcas do ano, feitas nas seletivas americanas, mas não tem grandes resultados no currículo recentemente. Pappas foi campeão mundial em 2003.

O cazaque Dimitriy Karpov foi medalha de prata no último mundial e tem a quarta melhor marca do ano. Medalha de bronze em Atenas 2004, precisa melhorar nas provas do arremesso de dardo e no salto em altura se quiser conquistar o ouro.

Os russos também virão fortes na prova. Alexey Drozdov e Alexey Sysoyev, ficaram em quarto e sexto colocados no último mundial e esse ano tem marcas respeitáveis.
Outro que tem tudo para surpreender é o alemão Andre Niklaus, que foi quinto colocado no último mundial e esse ano conseguiu uma boa marca. Porém, para conseguir melhorar as posições dos últimos mundiais, foi oitavo em 2005, precisa melhorar os arremessos de peso, disco e dardo, em que não passa dos 800 pontos.

Aposta
Bryan Clay(EUA)- Ouro
Roman Sebirle(RTC)- Prata
Dimitriy Karpov(CAZ)- Bronze

NOS JOGOS OLÍMPICOS
Bryan Clay confirmou seu favoritismo e venceu a mais cansativa das competições do atletismo, o decatlo. Com um total de 8791 pontos, se deu ao luxo de correr os 1500m em mais de 5 minutos e mesmo assim sair com a medalha de ouro, graças aos excelentes resultados que o fizeram liderar desde os 100m rasos.
O tcheco Roman Sebirle, dono do recorde mundial e olímpico da prova, ficou na sexta posição, mesmo fazendo a melhor marca da temporada. O arremesso de disco acabou com suas pretenções de qualquer medalha.
A prata ficou com Andrei Krauchanka, da Bielorússia, que ficou com 8551 pontos, apenas 24 a frente do cubano Leonel Suárez, que bateu o recorde cubano da prova. O resultado do cubano na penúltima prova, o arremesso de dardo, fez ele ganhar 200 pontos a mais que o bielorússo e com que ele entrasse na prova dos 1500m com praticamente a mesma pontuação na luta pela prata. Mas, correu alguns segundos pior e ficou com o bronze.
Dimitriy Karpov correu apenas os 100m, se machucou e desistiu da prova.


Agora para falar do heptatlo, estou em um computador sem acentos da Lingua Portuguesa. Peco mais uma vez desculpas, mas creio que neste momento, o foco principal seja informar os favoritos e nao exatamente a acentuacao. Tentarei o mais breve possivel concertar esses erros.
Entre as mulheres, existe a disputa do heptatlo. Tambem em dois dias, a prova envolve os 200m e os 800m, os 100m com barreiras, os arremessos de dardo e peso e os saltos em distancia e altura.

A principal favorita e a sueca Carolina Kruft, atual campea olimpica e tri mundial da prova. Ela tem como seus pontos fortes as corridas e os saltos deixando um pouco a desejar nos arremessos. Bem pouco mesmo, ja que ela e dona de muitas das melhores marcas da prova.
Sua principal rival sera Lyudimila Bronska, da Ucrania, que foi medalha de prata no mundial do ano passado. A ucraniana tem seu ponto fraco tambem nos arremessos, mas deixa a desejar na prova dos 200m tambem. Esse ano, ela possuia a terceira melhor marca.

A americana Hyleas Fountain tem a melhor marca da temporada. Ela venceu as seletivas americanas somando ao todo 6667 pontos. Ela, que tem muito a melhor na prova de arremesso de peso, nao terminou o ultimo mundial mas com certeza pode ser considerada uma das favoritas para o podio.
A Gra Bretanha vira com duas atletas fortissimas. Kelly Sotherton foi medalha de bronze no ultimo mundial. Ela e atual medalha de prata olimpica mas precisa melhorar seu arremesso de dardo, em que ela costuma perder 300 pontos em relacao as adversarias, para brigar pelo ouro. Outra britanica e Jessica Enis, que ficou em quarto no ultimo mundial, mas tem um arremesso de peso muito baixo para quem quer brigar pelo podio.

Quem brigara pela medalha tambem e a atleta da Lituania Austra Skujyte, que foi medalha de bronze em Atenas e quinta colocada no ultimo mundial.

Aposta
Carolina Kruft(SUE)- Ouro
Kelly Sotherton(GBR)- Prata
Hyleas Fountain(EUA)- Bronze

Carolina Kruft desistiu da disputa do heptatlo e foi apenas para o salto em distância, prova em que terminou na nona posição, fora dos medalhistas. Ela disse que se diverte mais na prova do salto em distância.
Com isso, a medalha de ouro ficou com a ucraniana Nathalya Dobrynska que fez ao todo 6733 pontos, sua melhor marca da vida. Seu principal resultado foi no arremesso de peso quando ganhou mais de 1000 pontos em uma prova em que as atletas não costumam passar dos 800.
A medalhista de prata havia sido a ucraniana Lyudimila Bronska, que foi pega no exame antidopping e foi excluída. Com isso, quem ficou em segundo foi a americana Hyleas Fountain, com um total de 6619 pontos. A prata esteve muito perto de ser perdida para a russa Tatyana Chernonva que ganhou mais de 1100 pontos nos 800m e ficou a frente de Kelly Sotherton por pouco, já que a britânica também ganhou mais de 1000 pontos na última prova.

5 comentários:

Bruno Zamora Teoro disse...

Como você mesmo já disse aqui no blog Guilherme, é impossível prever com exatidão qualquer resultado no esporte.

Mas, fora alguma daquelas catástrofes que só acontecem uma vez a cada década, o OURO da Kluft é barbada.

Ela não perde nunca! Exagerando, talvez, diria que ela é a verdadeira "super-atleta".


Abraço

George disse...

Descobri o blog por acaso em uma busca no Google...
Parabéns pela iniciativa, belo trabalho mesmo! Eu também sou um amante dos esportes e costumo assisiti a várias modalidades diferentes, quando vejo um anuncio de um mundial, seja ele de rugby, natação ou 'porrinha' eu "marco horário" para assistir. Assisto às olimpíadas de verão e inverno desde que saí das fraldas e não tenho dúvida que vou trocar o dia pela noite nesse mês de agosto (ainda que isso possa me custar um prejuízo na faculdade), principalmente para ver as modalidades cujo acesso à transmissões, no Brasil, é raro. Ainda que eu discorde de algumas de suas 'apostas' (principalmente o 'conservadorismo' no tênis) foi de agradável surpresa saber de um blog que faça uma análise tão abrangente do "Evento do ano".

Guilherme Giorgi Costa disse...

Eh Bruno, realmente e dificil ele perder...mas estamos falando de esporte neh..tudo pode acontecer como nos sabemos bem

E george, que bom ver seu comentario e seus elogios, obrigado por visitar e volta sempre. Sempre descordaremos de muitas coisas pois eh muito dificil apostarmos nos mesmo atletas

Sei que eh muito dificil acertar os provaveis medalhistas, mas eh bom analisar

Abracosss

estevamluiz disse...

Nessa prova do Heptatlo, a Tia Hellebaut era a melhor disparada. Era tão fácil pra ela, que ela ABANDONOU essa modalidade pra procurar novos desafios.

Tia Hellebaut hoje deve se dedicar mais ao Salto em Altura onde costuma atingir 1m98, 2 metros.

Anônimo disse...

Olá guilherme,
Sou técnico de atletismo e encontrei está pagina apenas hj é uma pena pois está muito legal.
A Kluft não vai disputar o Heptatlo em Pequim . Ela está se dedicando ao salto em distancia e ao Triplo.
Eu apostaria na Blonska, na Sotherton.
A Hellebaut (Sobre o comentario do George)nunca foi uma Heptatleta de expressão (PB=6201 pts), a prova dela sempre foi o salto em altura (PB=2,03 outdoor e e 2,05 indoor), mas ela tem se dado muito bem nas provas de pentatlo indoor, foi campeã mundial em 2008.
Quero mais uma vez elogiar sua iniciativa de criar um espaço para que possamos falar sobre o atletismo. Lembrando que este eaporte é o corpo e a alma das olimpiadas.Sem ele não haveria Olimpiada e só ele já seria uma olimpiada.

Edemar alves/sp
edemaralves@yahoo.com.br