quinta-feira, 12 de junho de 2008

Volei


Com a definição dos grupos para os Jogos Olímpico de 2008 feita ontem, o volei tem suas análises no dia de hoje, tanto na competição masculina, em que o Brasil é atual campeão, quanto entre as mulheres, que o título pertence a Rússia.

Dentre as mulheres, o grupo A é contido por Venezuela, Japão, Polônia, Cuba, China e EUA. É muito provável que a fraca seleção da Venezuela dê adeus a competição nesta fase, já que é muito inferiore a Polônia, que ficou em sexto na última Copa do Mundo e mostra evolução nesses últimos anos, e as japonesas, sempre fortes na defesa. Aliás, o jogo entre Polônia e Japão promete muito, já que estes devem disputar a quarta vagas nas quartas de finais. Na Copa do Mundo do ano passado, as asiáticas venceram por 3x2.
No primeiro pelotão do grupo devem ficar Cuba, China e EUA. As cubanas medalharam nas últimas quatro edições dos Jogos Olímpicos mas precisaram vencer o campeonato continental para se classificar, pelo fato de não terem ficado entre as três primeiras ano passado na Copa do Mundo, em que terminaram em quarto. A China, quinta colocada no mundial de 2006, jogará em casa e está com uma equipe renovada para tentar voltar aos tempos da década de 1990 quando rivalizava com Brasil, Rússia e Cuba pela hegemonia mundial. Já as americanas, que evoluíram muito últimamente, ficaram em terceiro na Copa do Mundo do ano passado, garantindo assim a vaga olímpica sem a necessidade de passar pelo pré olímpico continental.

Pelo grupo B, Brasil, Argélia, Sérvia, Itália, Rússia e Cazaquistão. Argélia, que conseguiu passar no campeonato africano por Quênia e Tunísia, representantes continentais nos últimos torneios importantes, não deve dar trabalho para nenhuma das seleções nessas olimpíadas enquanto o Cazaquistão apesar da evolução demonstrada nos últimos anos deve conseguir apenas uma vitória na competição e se despedir logo na primeira fase.

As outras quatro seleções devem fazer jogos emocionantes. A Sérvia, menos tradicional destas seleções, ficou em quinto na Copa do Mundo do ano passado quando foi a única a conseguir tirar dois sets da seleção italiana, além de conseguir vencer a seleção dos EUA. A Itália vem em ótima fase, com a conquista sem grandes dificuldades da Copa do Mundo ano passado, sendo assim a favorita ao grupo. Brasil e Rússia devem disputar a segunda vaga. Ano passado, as européias não disputaram a Copa do Mundo, nos fazendo remeter ao mundial de 2006, quando o time sagrou-se campeão, para compararmos as equipes. Já o Brasil foi prata no mundial de 2006 e na Copa do Mundo de 2007.

Nas quartas de finais, o primeiro de um grupo enfrenta o quarto do outro, fazendo-nos prever que a Itália consiga se classificar sem problemas para as semi finais, vencendo a Sérvia. A primeira colocada do grupo A é mais difícil de se prever, mas eu aposto nos EUA, que enfrentariam ou Japão ou Polônia nas quartas de finais e provevelmente conseguiria a classificação para semi finais. Agora, os duelos entre Brasil, Rússia, Cuba e China iriam ser eletrizantes, seja qual for o jogo. Para Pequim, ao invés de o segundo de um grupo enfrentar o terceiro do outro, será feito um sorteio para determinar quem joga contra quem para não ocorrer entregas de partida para facilitar o confronto das quartas de finais. Então, pode ser que os dois segundos colocados se enfrentem já nas quartas de finais.

Não ouso palpitar como serão as semi finais, provavelmente muito emocionantes, e apenas apostarei nos medalhistas, mas será um chute total, já que o equilíbrio deve marcar as disputas do volei feminino em Pequim. E precisa saber como estará o psicológico de nossa seleção.

Aposta
Itália- Ouro
Rússia- Prata
Brasil- Bronze
Dentre os homens, o grupo A é formado por EUA, Itália, Bulgária, China, Japão e Venezuela. É bem provável que a quarta vaga do grupo para as quartas de finais seja disputada entre China, Japão e Venezuela, com ligeira vantagem para os sul-americanos, mais experiêntes. A seleção da China nunca teve tradição e conseguiu apenas duas vitórias no mundial de 2006, fechando na décima oitava posição o torneio. O Japão, que conseguiu vaga no último dos pré olímpicos mundiais pelo fato de ter sido o melhor asiático na competição, ficou na nona posição da Copa do Mundo do ano passado e não deve ser perigo aos adversários mais fortes, podendo surpreender a Venezuela, que ficou em décimo sétimo no último mundial e tenta de uma vez por todas se firmar no cenário mundial do volei masculino.

A seleção da Itália, que dominou o volei nos anos 90 mas não conseguiu a medalha de ouro olímpica, vem embalada pela conquista do pré olímpico mundial depois de quase perder a chance de disputá-lo ao ficar em quarto no torneio classificatório da Europa e tenta a redenção buscando o ouro que lhe escapou inúmeras vezes, inclusive em 2004 quando foram vice campeões. Devem ficar em terceiro do grupo, deixando a briga pelo primeiro lugar entre EUA e Bulgária.
Os americanos, que mesmo tendo vencido o Brasil na Copa do Mundo do ano passado ficaram sem a vaga olímpica e tiveram que disputar os pré olímpicos continentais, vêm forte e são favoritos diante da Polônia, terceira na última Copa do Mundo. Será um jogão.

Pelo grupo B, jogarão Brasil, Sérvia, Polônia, Alemanha, Egito e Rússia. Os africanos seguem evoluindo, conseguindo vencer alguns jogos, como aconteceu na Copa do Mundo que ficou em décimo ano passado, mas devem dar adeus ao torneio logo na primeira fase.

A seleção alemã, que nunca teve tradição, vem para tentar surpreender, já que não é tão forte quanto as outras seleções do grupo. Vem com status de ter tirado a Espanha, quinta na Copa do Mundo, dos Jogos Olímpicos mas deve ficar sem a vaga nas quartas de finais.

O Brasil, supercampeão nos últimos anos, vencendo seis Ligas mundiais, dois campeonatos mundiais e duas Copas do Mundo, deve ficar com a primeira posição do grupo, deixando os poloneses, servios e russos brigando pelas posições seguintes.
A polônia é atual vice campeã mundial mas ano passado não foi bem no campeonato europeu, ficando ausente da Copa do Mundo, o mesmo acontecendo com a seleção da Sérvia, bronze no mesmo mundial de 2006. Já os gigantes russos, vice campeões da Copa do Mundo ano passado, voltaram a ser uma pedra no sapato das equipes de grande porte, se mostrando forte nos últimos torneios.


O volei masculino é ainda mais difícil de se prever que o feminino. O Brasil, se confirmar a primeira posição de seu grupo, enfrentará provavelmente a Venezuela nas quartas de finais. Um time que já derrotou o Brasil no Pan-americano de 2003 mas não causa tanto medo. Se não vacilar, uma das vagas nas semi finais é brasileira. Agora, os outros jogos deverão ser emocionantes. Minha aposta é que os americanos fiquem em primeiro do grupo A mas mesmo assim não terão vida fácil nas quartas de finais, tendo que enfrentar possivelmente os sérvios.
Mais difícil ainda de se prever são os vitoriosos em confrontos que envolveriam Rússia, Bulgária, Polônia e Itália. Vão ser dois jogões nas quartas de finais, independente de quem enfrente quem.

Paro por aí as apostas pois chutar quem fará essas semi finais será muito complicado. Vo colocar minha aposta para o pódio, mas é um chute...Apenas um chute.

Aposta
Brasil- Ouro
EUA- Prata
Bulgária- Bronze

3 comentários:

Hebert disse...

No masculino acho que a aposta está certíssima,porém no feminino,analisando a campanha de 2006 pra cá o Brasil é o favorito,pois venceu dois Grand prix 2006 e 2008,além de ter sido prata no Mundial de 2006.A equipe está superior as outras,elas só perdem para o psicológico...

Ander disse...

Acredito que Rússia no feminino fique com o ouro, Brasil prata e Cuba bronze. No masculino se não tiver nenhuma surpresa, Brasil ouro, Eua prata e Sérvia bronze... Não perco esses jogos....

cachorraosilva disse...

Acho que no masculinos as medahas ficaram com 1º EUA, 2º RÚSSIA e 3º BRASIL , cm SÉRVIA em 4º; no feminino, acho que 1º BRASIL, 2º RUSSIA, que estão acima; 3º CUBA, que estiver completa deve ser a surpresa e tirar a CHINA do pódio. Atrás CHINA e EUA