quarta-feira, 23 de abril de 2008

Barras e Trave feminino

As barras assimétricas e a trave são os dois aparelhos que exigem muito menos explosão e mais técnica que o solo e o salto e hoje terão seus favoritos analisados.
A trave, assim como o solo, não terá a atual campeã olímpica defendendo seu título. A romena Catalina Ponor resolveu ser aposentar depois da temporada de 2007, a qual ficou em quarto na trave no mundial, mesmo tendo sido a segunda melhor nas eliminatórias, atrás apenas de Shanshan.

A favorita ao título é Anastacia Liukin, dos EUA, atual campeã mundial da prova. Liukin disputou os Jogos Pan-americanos e ficou com a prata, atrás de Shawn Johnson. Shawn era a favorita no mundial, mas duas quedas a deixou na última posição na final.As duas americanas têm tudo para conseguir uma dobradinha para o país e ajudar os Yankees a bater a China no individual geral.
As chinesas têm Li Shanshan como principal nome da prova. Ela foi bronze no mundial de 2007 e terá, provavelmete, Deng Linlin como companhia na final. A atleta chinesa disputou, e venceu, a primeira etapa da Copa do Mundo deste ano, em Doha. As chinesas, por sinal, vêm com tudo e ficaram nas duas primeiras posições na Copa do Mundo de Cottubus, com Sha Xiao e a própria Li Shanshan. Shanshan provavelmente terá a maior nota de partida da competição.

Vindas da Europa, Steliana Nistor, da Romênia, bronze no mundial de 2007 e a russa Ksenia Semenova, campeã européia deste ano com a nota de 15,950 terão grandes chances de pódio, mas estão um "salto" atrás das chinesas e americanas. Porém, vale lembrar que
A romena Sandra Izbasa, prata no europeu, e a brasileira Jade Barbosa, que ficou em sétimo no mundial depois de uma queda, podem surpreender para subir ao pódio, apesar de não serem favoritas.

Chances do Brasil: http://brasilempequim2008.blogspot.com/2008/02/trave-e-barras-os-mais-difceis.html
Aposta
Anastacia Liukin(EUA) - Ouro
Shawn Johnson (EUA) - Prata
Li Shanshan (CHN) - Bronze

Nas barras assimétricas, a chinesa Kexin He surpreendeu o mundo ao fazer a incrível nota de 16,850 na copa do Mundo de Cottubus e, apesar de não ter sua vaga olímpica garantida, tem tudo para conquistar a medalha em Pequim caso fique com uma das 6 vagas.

Outra chinesa tem grandes chances de bom resultado. Yilin Yang foi medalha de bronze no mundial de 2007 e tem tudo para melhorar para Pequim. No individual geral, em que ficou em sexto, ela foi a melhor no aparelho.

A russa Ksenia Semenova fez 16,330 e ficou com a medalha de ouro no mundial de 2007 e ganhou o europeu deste ano com 15,900, apenas 0,100 a frente da romena Steliana Nistor, que foi quinta colocada no mundial do ano passado

O principal nome americano para prova e Anastacia Liukin, que foi campeã mundial em 2005 e vice em 2006. No mundial do ano passado, ficou com a medalha de prata e tem tudo para conquistar a medalha nas barras paralelas, já que fez 16,100 na final do individual geral da prova no mundial do ano passado, sendo a melhor dentre as finalistas da prova. Na final do aparelho, fez 16,300. A nota de partida de Liukin é 7,7.

A britânica Elizabeth Tweddle foi campeã mundial em 2006 e medalha de bronze em 2005 mas no ano passado ficou na quinta posição. Perdeu o campeonato europeu deste ano quando teve um queda e ficou na quarta posição.

Quem também pode surpreender é a italiana Vanessa Ferrari, bronze no mundial de 2006, e que é uma das melhores no individual geral. Ela ficou em oitavo no mundial de 2007 e quinta no europeu.
Chances do Brasil: http://brasilempequim2008.blogspot.com/2008/02/trave-e-barras-os-mais-difceis.html

Aposta
Anastacia Liukin (EUA) - Ouro
Ksenia Semenova (RUS) - Prata
Yilin Yang (CHN) - Bronze

Um comentário:

Felipe Renato disse...

Esses dois aparelhos de precisão são os mais difíceis, mas também os que apresentaram as maiores notas nesse novo código de pontuação. Já surgiram algumas notas 16.xxx. São os aparelhos onde as combinações de elementos valem mais, porque são movimentos extremamnete difíceis, mas são poucas ginastas que conseguem realizá-los.
Chinesas são figurinhas carimbadas nas finais destes aparelhos. Com certeza veremos duas chinesas em cada uma das finais de Trave e Barras. Têm sempre dificuldades altíssimas e boa execução. Mas como "gostam" de "pipocar"(termo semelhante à amarelar, ou ter erros graves em momentos decisivos) nas finais...
Tem muita ginasta chinesa boa nesse aparelhos, por isso nenhuma ginasta tem sua vaga garantida na equipe. A única chinesa que podemos dizer que está com um pé e meio nas Olimpíadas é Fei Cheng, justamente por fugir à regra e ser muito boa em aparelhos de explosão (salto e solo). Mas essa chinesa dos 16.850 nas barras surpreendeu mesmo. Essa nota é um escândalo! Na trave Li Shanshan tem uma série muito forte, tomara que faça seu melhor. Mas como eu já disse, diversas chinesas tem condições de chegar junto. Se as chinesas acertassem tudo muito provavelmente ganhariam o ouro, mas as "pipocadas" são tradição.
As americanas, como são fortíssimas em todos aparelhos, também deverão estar com duas ginastas nestas finais. E ginastas candidatíssimas ao ouro. Anastasia Liukin tem chances de ganhar as duas. Shawn Johnson acredito ser a favorita na trave, mas pode perder a vaga na final das barras para outra americana.
A russa Semenova tem uma ótima prova de barras e está na briga contra chinesas e americanas pelo ouro.
Romenas tradicionalmente são ruins nas barras. Mas Esteliana Nistor tem uma prova muito boa, e está sempre pegando finais, mas não acredito em medalha pra ela neste aparelho. Na trave é outra história. Poderemos ter Nistor e Sandra Izbaza lutando por medalhas (ouro é difícil).
Comendo por fora nas barras temos a inglesa Beth Tweedle, com uma série com muita dificuldade, mas que vem pecando na execução ultimamente. Vanessa Ferrari também pega final, mas não ganha medalha.
Comendo por fora na trave temos a brasileira Jade Barbosa, que dificilmente pode ganhar medalha, mas torcemos para que faça uma boa prova. Pode ser que uma ucraniana surpreenda, mas é difícil.
Minhas previsões:
BARRAS:
1 - Anastasia Liukin (USA)
2 - Uma chinesa (CHN)
3 - Semenova (RUS)
TRAVE:
1 - Shawn Johnson (USA)
2 - Uma chinesa (CHN)
3 - Anastasia Liukin (USA)