quarta-feira, 2 de abril de 2008

Provas masculinas com alvos móveis

O tiro masculino terá nove provas em Pequim 2008, uma a menos que na última edição do evento, em Atenas 2004. Pistola de ar 10m e 50m e tiro rápido, carabina de ar 10m, deitado e 3 posições , fossa olímpica e dublê e skeet aconteceram há quatro anos e será disputada mais uma vez. Quem saiu do programa em relação ao evento passado foi o alvo móvel.
As análises dos favoritos serão divididos em três dias com três provas em cada, com uma reportagem especial sobre o suposto quadro de medalhas do esporte, comparando com Atenas no último dos três dias.

Na fossa olímpica, o australiano Michael Diamond, campeão olímpico em Atlanta 1996 e Sydney 2000 e oitavo colocado nos últimos Jogos, é o grande favorito. Ele lidera o ranking mundial e não disputou a final da copa do mundo do ano passado, em Belgrado. Foi campeão mundial no ano passado com 148 pontos, recorde do campeonato.
Porém, a tarafa não será fácil para o australiano. O russo Alexei Alipov, campeão olímpico em Atenas e sétimo no ranking mundial foi apenas o 15º no campeonato mundial mas mesmo assim é um grande concorrente ao ouro.

Os italianos Massimiliano Mola e Erminio Frasca estarão entre os canditados a medalha na prova. O primeiro é segundo do ranking mundial, foi prata na final da copa do mundo mas não disputou o mundial. Já Frasca fez um péssimo mundial, não ficando entre os 15 primeiros, mas o ouro na final da copa do mundo o credencia á medalha.

O irlandês Philip Murphy é o mais irregular. Ele pode tanto surpreender quanto sequer ir á final. Ele ficou apenas na 11ª posição na final da copa mas foi vice campeão mundial e é sexto no ranking mundial. Uma incógnita tão grande quanto ele é o alemão Karsten Bindirich, que é oitavo no ranking mundial, não foi bem na final da copa do mundo, mas foi bronze no mundial acertando 144 tiros.
Ainda correm por fora pela medalha o espanhol Jesus Serrano, quinto na copa do mundo e o australiano Adam Vela, que pdoe repetir o bronze de Atenas apesar de não viver uma grande fase.
Aposta
Michael Diamond(AUS) - Ouro
Erminio Frasca (ITA) - Prata
Philip Murphy (IRL)- Bronze

Na fossa dublê, na qual o atirador tem poucos segundos para dar dois disparos acertando dois discos que são lançados com distância de 1s de tempo, o atual campeão olímpico é o árabe Ahmed al-Maktoum, de 44 anos, que conseguiu a primeira medalha do seu país na história dos Jogos.
Porém, atualmente ele sequer figura no ranking mundial. O medalhista de prata em Atenas, que levou também a única medalha de seu país nos Jogos, o indiano Rajavardhan Rathore é o 19º no ranking mundial e não se classificou ainda para os Jogos.
Outros medalhistas olímpicos também não estão entre os favoritos da prova que começou a ser disputada em Atlanta-96. O britânico Richards Faulds, campeão em Sydney, é apenas o 13º no ranking, duas posições á frente do australiano Mark Russel, campeão de Atlanta e prata em Sydney. Ou seja, tudo levar a creer que a prova terá seu quarto campeão em quatro edições;

O favorito ao ouro, apesar de não ser um favorito com F maiusculo, é o italiano Francesco Danielo que foi campeão do mundo em 2006 mas ficou apenas em sexto na final da copa do mundo.
Seu principal concorrente á medalha é o chinês Bynyan Hu, que foi sexto colocado nos Jogos de Atenas é segundo colocado no ranking mundial, mesma posição alcançada no mundial e na final da copa do mundo.
O americano Walton Eller disputou menos torneios que seus rivais nos últimos anos, e talvez por isso aparece "apenas" na quarta posição do ranking. Ele, que não atirou no mundial, foi campeão da final da copa do mundo em 2007 e pode pintar como rival de Hu e Danielo.
O sueco Hakan Dahby ficou com o bronze no mundial e é terceiro no ranking mundial. Desta forma, o sueco que deixou escapar por muito pouco a medalha em Atenas, quando ficou em quinto depois de ser segundo nas eliminatórias, tem tudo para, dessa vez, subir ao pódio.

O americano Joshua Richmond, ouro nos Jogos pan-americanos, e o italiano Daniele Di Spigno ainda não asseguraram vaga na competição, mas provavelmente viajarão á Pequim como secundários de seus países, já que Danielo e Eller são favoritos á medalha. Joshua foi bronze no campeonato mundial mas foi apenas o nono na final da copa do mundo e é o sétimo do ranking mundial enquanto Di Spigno, que foi sétimo em Atenas, perdendo a vaga na final no desempate para o chinês Hu Binyuan, foi quinto no mundial.
Ainda entre os secundários, o chinês Nan Wang, nono no ranking e quinta na final da copa do mundo pode, contando com a torcida, surpreender e arrebatar uma medalha.

Aposta
Francesco Danielo (ITA)- Ouro
Walton Eller (EUA) - Prata
Bynyan Hu(CHN) - Bronze

No skeet, que está no programa olímpico desde 1984, teve 18 medalhistas diferentes na história olímpica, sem nenhum atleta ter conseguido repetir o pódio nesta prova. Provavelmente não vai ser desta vez que um atleta conseguira o segundo pódio, já que Andrea Benelli(ITA), Marko Kemppainen(FIN) e Juan Miguel Rodriguez(CUB) não estão entre os melhores do mundo, sendo o finlandês, 30º do ranking, o mais próximo da vaga olímpica.

Na prova, o Chipre tem tudo para conquistar sua primeira medalha olímpica. O pais tem o campeão mundial, da copa do mundo e lider do ranking mundial, George Achilleos, que ficou em oitavo nos Jogos de Atenas. Além dele, as possibilidades estão depositadas em Kiryacos Crhistoforou e Antonis Nicolaides, que ainda brigam pela segunda vaga do país nos Jogos. O primeiro é quinto do ranking e foi sexto na copa do mundo, além de ter sido quarto no mundial. Já o segundo é oitavo do ranking e foi quinto na final da copa do mundo.

O romeno Ioan Toman pode acabar com a festa do Chipre, já que chegará a Pequim na vice liderança do ranking mundial e com a medalha de prata no campeonato mundial. A oitava posição na final da copa do mundo pode das esperanças ao russo Valery Shomim, terceiro do ranking mundial e sexto colocado no campeonato mundial.

O americano Vicent Hancock, quarto no ranking mundial e campeão pan-americano da prova, ganhou a medalha de bronze no mundial. O mundial, por sinal, teve um empate quádruplo na segunda posição e Hancock, Shomin, Crhistoforou e o tcheco Juan Sycha tiveram que dar 5 tiros para desempatar e o torneio ficou na ordem citada.
O tcheco Sycha foi prata na final da copa do mundo, perdendo para o chipriano George Achilleos também no desempate.

Axel Wegner, da Alemanha, Harald Jensen, da Noruega e até Zaid Almutairi, dos Emirados Árabes, podem surpreeder na briga pela medalha. O mais experiente dos três é o norueguês, que ficou em sexto nos Jogos Olímpicos de Atenas e fechou a final da copa do mundo na quarta posição.

Aposta
George Achilleos(CHP) - Ouro
Ioan Toman (ROM) - Prata
Vicent Hancock(EUA)- Bronze

5 comentários:

Anônimo disse...

ñ gostei do texto

larissa.rosalia disse...

ai q comentario ridiculo mas feio e orrorosoooooooooooo!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

nuss.. totalmente..

Cada um escreve no feito q quer..
Burra..(o)

Anônimo disse...

larissa vai toma no meio do teu cu o comentario nao e sue entao nao se mete

Cultura é arte disse...

é ridiculo msm...
nao tem nada de interessante
AFFF